quinta-feira, 17 de novembro de 2016

IDOSA COM ALZHEIMER É ENCONTRADA MORTA APÓS SETE DIAS DESAPARECIDA

Rita teria desaparecido na manhã de quinta (9), em Epitaciolândia (Foto: Arquivo da família)

A aposentada Rita Rodrigues, de 65 anos, foi encontrada, na quarta-feira (16), sem vida após passar sete dias desaparecida. Rita tinha Alzheimer e tomava remédios controlados, segundo o filho, o autônomo Berenildo Rodrigues, de 42 anos. Ele diz ainda que a mulher foi encontrada a aproximadamente 1,5 mil metros do local de onde havia sumido.

Rita vivia em uma casa com a filha e o genro, em um ramal no km 67 da rodovia BR-317, na zona rural do município de Epitaciolândia, interior do Acre. No dia 9 de novembro, ela estava só em casa com o genro. Segundo um amigo da família, o homem disse que estava colocando lajotas na varanda e ela ao lado, quando em um momento de distração dele sumiu.

O Exército chegou a ser acionado para dar apoio aos amigos e familiares a procurar pela mulher, mas após seis dias as buscas foram suspensas.

“Ela foi encontrada por volta das 17h, estava a aproximadamente 1,5 mil metros do local de onde havia saído. Ela era doente e aí foi para a mata e não achou o caminho de volta. Como não foi achada logo e ficou sem medicação infelizmente veio a óbito”, contou o filho da idosa.
O autônomo disse ainda que o resultado da autópsia aponta que a morte da idosa ocorreu por causas naturais e que não havia sinais de violência.

Rodrigues agradeceu as pessoas que ajudaram na procura e diz que apesar da situação há ao menos um conforto. “A gente tá muito triste, mas por outro lado Deus nos confortou porque conseguimos encontrar ela, mesmo sem vida”, finaliza.

O corpo está em Rio Branco, na sede do Instituto Médico Legal (IML). A família espera que ele seja liberado até às 18 horas desta quinta para ser levado para a cidade de Assis Brasil. Onde deve ser velado e enterrado.

G1/Ac

Nenhum comentário:

Postar um comentário