quinta-feira, 17 de novembro de 2016

PREVISÃO DE NÃO PAGAMENTO DO 13° DEVE DESACELERAR VENDAS DE FINAL DE ANO, DIZ FECOMÉRCIO

A previsão de não pagamento do 13º salário aos servidores públicos do Acre, anunciado pelo Governo do Estado, caso confirmado, deve desacelerar as vendas de final de ano no comércio local, mas a medida pode não ser tão drástica. A expectativa é da superintendência da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio/AC).

De acordo com o superintendente da instituição, Aurélio Cruz, o que segura o comércio local ainda é o pagamento do governo, que vem se mantendo em dia. “O não pagamento do 13º vai dar uma desacelerada. Em contrapartida não é tão drástico. O Acre é um dos estados que tem superávit primário”, destaca.

Cruz acrescenta ainda que a crise é motivada pela falta de confiança, que acaba criando um ciclo vicioso. “Mas o grau de confiança do comerciante vem melhorando nos últimos dois meses”.

Apesar de o porta-voz do governo ter anunciado acreditar que nenhum estado brasileiro poderia ter condições de anunciar que tem o 13º garantido, o superintendente da Fecomércio/AC diz que o Acre ainda está respirando e que neste momento as pessoas precisam resgatar a confiança.


Redação Folha do Acre

Nenhum comentário:

Postar um comentário